Serviços Jurídicos – Português

Serviços de Reclamações de Lesões Pessoais. Lawline House, Dublin 8

Serviços de Reclamações de Lesões Pessoais

Sobre nosso escritório

Como um dos principais escritórios de advocacia de danos corporais da Irlanda, no Synnott Lawline Solicitors, ajudamos clientes com lesões graves a garantir um futuro melhor. Não importa o quão complexo seu ferimento ou caso de negligência médica possa ser, nossa equipe jurídica defende nossos clientes para garantir que você recupere prêmios justos e completos por ferimentos, perdas financeiras e danos.

A Synnott Lawline Solicitors tem um advogado dedicado a falar português e espanhol para responder às suas perguntas legais. Somos um dos principais escritórios de advocacia da Irlanda, especializados em Lesões Pessoais, Negligência Médica e Reclamações de Cirurgia Plástica e fornecemos consultoria jurídica especializada há mais de 35 anos. Nossa equipe se dedica a fornecer aos nossos clientes o melhor nível de serviço de maneira amigável e eficiente

O seu bem-estar é a nossa prioridade e estamos empenhados em agir sempre no seu melhor interesse. Oferecemos atenção pessoal, nossa advogada que fala português e espanhol, Ana, fornecerá conselhos práticos e imparciais em todas as etapas do processo. Também tomamos medidas para garantir que todas as reivindicações possam ser processadas por telefone, e-mail ou correio, a fim de facilitar a comunicação e o andamento do processo.

Contacte-nos 7 dias por semana para iniciar a sua reclamação por lesões pessoais.

Se você tiver alguma dúvida sobre uma reclamação por lesão pessoais, entre em contato conosco pelo Tel: 01 453 7890 ou preencha nosso formulário on-line para nos contar sobre seu caso e iniciar sua reclamação hoje. Nosso escritório de advocacia está localizado ao lado de Christchurch em Lawline House, High Street, Dublin DO8CX34. Estacionamento na rua disponível. Tel: 01 453 7890 ou Email: info@lawline.ie

Se você nos instruiu para iniciarmos a demanda juridica – aqui está o que faremos a seguir

  • Os nossos advogados irão orientá-lo em todas as fases do procedimento de reclamação;
  • Obteremos os relatórios médicos necessários, relatórios da Garda e detalhes do acidente;
  • Entraremos em contato com as outra parte e te manteremos informado de todos os desenvolvimentos do processo;
  • Faremos o registro do seu processo junto ao PIAB (Personal Injuries Assessment Board);
  • Investigaremos o caso a fundo e providenciaremos todos os laudos periciais necessários;
  • Entraremos em contato com especialistas no assunto como: Barristers, Engenheiros, Contadores e Especialistas Médicos;
  • Te informaremos sobre o andamento do seu caso à medida que ele aconteça;
  • No caso de a sua reclamação ultrapassar a fase do PIAB, iremos te aconselhar quanto às suas opções em instaurar processos judiciais;
  • Obteremos o melhor resultado possível para o seu caso em termos financeiros.

Perguntas frequentes sobre ir ao tribunal

  • 3 dicas para ir a Corte

    1. Ao chegar para o seu caso, é importante que você se vista de uma maneira que demonstre o devido respeito a Corte.
    2. Se for questionado na Corte, tente evitar dar respostas precipitadas ou confusas.
    3. Se você não tiver certeza da resposta de qualquer pergunta, você deve dizer isso ao juiz, e sua equipe jurídica está lá para apoiá-lo.

  • Meu caso irá para a Justiça?

    Lidamos com todos os casos com base em que eles podem acabar na Corte – na realidade, os casos nem sempre vão ao tribunal e geralmente se resolvem antes. Se a Seguradora dos réus não tiver oferecido o suficiente ou não tiver feito nenhuma oferta em seu caso, seu caso poderá ir a Corte. No entanto, se alguma oferta foi feita, você (o reclamante) decide se a aceita ou não. O seu advogado irá aconselhá-lo em relação a aceitar ou rejeitar a oferta, mas a decisão final é sua. Se nenhuma oferta for feita, isso indica que o outro lado está razoavelmente confiante em defender o caso.

  • O que acontece se o meu caso for para a Corte?

    Se o seu caso for para a Corte, não há motivo para preocupação, pois seu advogado o guiará por meio de suas evidências. Você simplesmente responde a todas as perguntas com o melhor de sua capacidade. E sua equipe jurídica estará lá para apoiá-lo durante todo o caso. Você é primeiramente examinado por seu próprio advogado, após o qual, o advogado do réu irá interrogá-lo e tentar obter detalhes de você. Essas questões podem ser favoráveis ao caso do Réu. O Juiz também pode fazer perguntas.

  • Preciso trazer uma testemunha para a Corte?

    Após a conclusão de suas provas, as provas de quaisquer outras testemunhas são ouvidas. Isso pode incluir um médico. Suas provas geralmente são admitidas como um Relatório Médico entregue ao Juiz. Outras testemunhas podem incluir um engenheiro e qualquer pessoa que tenha testemunhado o evento.

  • Como o Juiz chega à sua decisão sobre responsabilidade?

    Quando todas as testemunhas foram ouvidas, e o advogado fez quaisquer pontos relevantes a Corte, o Juiz toma sua decisão, muitas vezes no dia, mas ocasionalmente, eles podem adiar o julgamento para outro dia. O juiz profere sua decisão sobre a responsabilidade e, se for a favor do Autor, fará uma Sentença de Indenização como Compensação.

Perguntas Frequentes sobre Reivindicações de Lesões

  • O que são Danos Gerais?

    Danos Gerais em Casos de Danos Pessoais, por exemplo, um Acidente de Trânsito, estão em vigor para compensá-lo pelo impacto que a lesão tem e terá em sua vida. Isso inclui “dor e sofrimento” leves ou graves sustentados pela lesão. Essa dor pode ser física, mas também psicológica. Leia mais sobre Reivindicações de estresse pós-traumático. O valor concedido também será baseado no impacto de suas lesões em sua vida diária, como incapacidade de curto prazo ou permanente ou desfiguração. Uma consideração adicional para o valor final da compensação inclui quais áreas do corpo foram afetadas temporária ou permanentemente

  • O que são Danos Especiais?

    Danos especiais consistem em suas despesas desembolsadas, como perda de ganhos, despesas médicas, despesas de viagem etc.

  • Como saber se tenho uma Reivindicação de Lesão

    Antes de aceitar suas instruções, discutiremos seu caso com você e informaremos sobre os pontos fortes e fracos (se houver) do seu caso. Em muitos casos, é muito claro desde o início que uma parte lesada conseguirá ser totalmente indenizada, por exemplo, quando a lesão resulta de um acidente de carro quando o cliente é passageiro. Em alguns casos, os tribunais distribuem a responsabilidade, ou seja, decidem em favor do Autor, mas fazem uma dedução do valor total do caso com base na “negligência contributiva” do Autor.

  • E se eu fosse parcialmente culpado pelo acidente?

    É importante notar que muitas reclamações válidas nunca são apresentadas porque a parte lesada sente que o acidente foi sua própria culpa, enquanto a causa principal do acidente pode muito bem ser de outra parte, e o descuido da própria parte lesada pode ter sido apenas um fator contribuinte. Nesses casos, os tribunais podem atribuir responsabilidade. Portanto, é sempre aconselhável consultar um advogado sobre qualquer lesão resultante de um acidente.

  • Quanto tempo demora para receber o pagamento após a liquidação?

    Após um acordo ou uma sentença judicial, normalmente leva cerca de 4 semanas para que o pagamento seja emitido pelas principais seguradoras. As autoridades locais podem levar mais tempo, geralmente cerca de 4 a 8 semanas.

  • Quem paga o Prêmio de Compensação?

    Um valor de compensação é oferecido em primeiro lugar pela Seguradora dos réus. As companhias de seguros muitas vezes fazem uma oferta de baixo valor ao seu advogado. É sempre o objetivo da companhia de seguros pagar menos dinheiro. Na maioria dos casos, seu advogado rejeitará esta oferta quando o réu parecer ser responsável.
    Os réus e suas companhias de seguros vão querer evitar a despesa de ir a Corte.
    Uma vez que a companhia de seguros perceba a posição de responsabilidade do réu, uma oferta de acordo apropriada será feita. Se o caso for complicado, isso pode causar atrasos.
    Uma vez que uma companhia de seguros tenha admitido a responsabilidade em nome do réu e concordado em processar a reivindicação, isso se move rapidamente. Normalmente, o reclamante receberá seu pagamento de compensação (da oferta inicial à oferta acordada) dentro de algumas semanas

Ana Milward

Qualified Lawyer (Brazil) LL.M

Ana is a qualified and experienced lawyer in Brazil, with an LLB in Law and LLM in International Law from Griffith College. She is giving full support to our Portuguese and Spanish speaking clients regarding their claims.

Ana é uma experiente advogada no Brasil, graduada em Direito e Mestre em Direito Internacional pela Griffith College. Ela auxilia nossos clientes nativos da língua Portuguesa e Espanhola dando todo o suporte necessário.

Ana es una abogada calificada en Brasil, licenciada en Derecho y Mastría en Derecho Internacional por Griffith College. Ella ayuda a nuestros clientes que hablan Portugues y Español brindándoles un apoyo total.

Como iniciar sua reivindicação

Basta pegar o telefone e nos contar o que aconteceu. Alternativamente, você pode nos enviar um e-mail com os detalhes do acidente 014537890 / info@lawline.ie

Ana-Milward-Lawline-Legal-Team

Contacte-nos 7 dias por semana para iniciar a sua reclamação por lesões pessoais.

014537890

email-lawline

info@lawline.ie

Tipos de Serviços de Reclamações de Lesões Pessoais que Fornecemos:

  • Reclamações por Lesões Pessoais*

    Existem vários tipos de acidentes; no trabalho, escolas, locais públicos, acidentes rodoviários e muito mais. Se você estiver sofrido uma lesão devido a um acidente causado por outra pessoa, poderá ter direito a reclamar por danos causados pelo mesmo.

  • Reclamações de Acidentes de Trânsito*

    Acidentes de trânsito são infelizmente muito comuns, se você sofreu um acidente como motorista ou passageiro e sofreu lesões físicas, emocionais ou pós-traumáticas, você pode ter direito a reclamar por danos pessoais.

  • Reclamações por Acidentes de Trabalho*

    Se você sofreu um acidente de trabalho e não foi culpa sua, você pode ter direito a fazer uma reclamação se sua lesão ocorreu em um ambiente de escritório, em um canteiro de obras, restaurante, loja, armazém, fábrica ou dirigindo para um Empregador.

  • Reclamações por Acidentes em Lugar Público*

    As tropeções, escorregões e quedas ocorrem principalmente em calçadas públicas e pisos molhados, o que pode causar ferimentos graves.

  • Acidentes envolvendo crianças*

    Ao contrário da lei de lesões pessoais para adultos (que estabelece 2 anos a partir da data da lesão para entrar com uma reclamação), um pai ou responsável pode iniciar o pedido de indenização para a criança 2 anos a partir da data de seu 18º aniversário.

  • Reivindicações por Lesões Fatais*

    Uma ação de ferimento fatal é uma ação legal tomada quando uma pessoa morre como resultado do ato doloso ou negligente da outra parte. Como por exemplo, acidente de trânsito ou negligência médica.

  • Reclamações por lesões nas costas*

    Lesões nas costas ou na coluna podem ser muito graves, resultando em dor crônica com efeitos incapacitantes a longo prazo, causados por; tensões, quedas, lesões esportivas e lesões causadas no local de trabalho, local público e outros.

  • Reclamações por Lesões na Cabeça*

    Uma lesão na cabeça é qualquer tipo de lesão no cérebro, crânio ou couro cabeludo, que pode variar de contusões leves ou uma lesão cerebral catastrófica. Os tipos mais comuns de lesões na cabeça são: Concussão, Fraturas de Crânio e Ferimentos no Couro Cabeludo.

  • Reivindicações por Lesões Esportivas*

    Pacientes que sofreram lesões esportivas agudas e crônicas podem ter que passar por cuidados de reabilitação caros, como terapia ortopédica ou fisioterapia para se recuperar. Oferecemos aconselhamento jurídico especializado em relação a reivindicações de lesões esportivas.

  • Reclamações por Acidentes ocorrido nas Férias*

    Colisões rodoviárias em viagens e escorregões, tropeções, escorregões e quedas são ocorrências familiares nos feriados e férias, e ter que lidar com isso em um país que não fala sua lingua pode aumentar o estresse. Mesmo que você tenha sofrido um acidente no exterior, você ainda pode ter direito a reclamar por sua lesão.

  • Reclamações por Acidentes no Exterior*

    Muitas pessoas desconhecem os seus direitos e prerrogativas se tiverem sofrido uma lesão enquanto estiveram noutro país da UE. Uma parte lesada pode apresentar uma reclamação no seu país de origem se tiver estado envolvida num acidente na UE.

  • Reclamações por Estresse Pós-Traumático*

    As pessoas muitas vezes sofrem de Estresse Pós-Traumático após um acidente muito grave e, como resultado, podem sofrer problemas emocionais de longo prazo. Nossos advogados especializados em lesões pessoais têm muitos anos de experiência em lidar com os problemas complexos e desafiadores enfrentados por pessoas que sofrem de Estresse Pós-Traumático.

  • Reclamações por Lesões por Ataque de Animais*

    Se você ou seu filho foi atacado por um cão, então você pode reclamar pelos ferimentos sofridos e pela experiência traumática. Isso se aplica em locais públicos e em residências particulares.

  • Reclamações de responsabilidade do produto*

    É possível apresentar uma reclamação por responsabilidade do produto por qualquer dano físico sofrido por um produto defeituoso, bem como por qualquer dano à propriedade.

  • Reclamações por Lesões por Amianto*

    Na maioria dos casos de exposição ao amianto, os médicos podem vincular o diagnóstico à exposição “no trabalho”, o que pode resultar em muitas condições médicas graves, incluindo: mesotelioma, derrame pleural, câncer de pulmão, ovário e testículos, entre outros.

  • Reclamaçõe PIAB*

    Somos especializados em aplicações ao PIAB, prestando assessoria jurídica especializada em todo o processo PIAB e garantindo que cada cliente receba todo o nosso cuidado e atenção. Lidamos com todas as dúvidas do PIAB em seu nome.

Reclamações por Negligência Médica*

  • Reclamações por Negligência Médica*

    Cada reclamação por negligência médica é diferente, por isso dedicamos algum tempo para conhecê-lo, entender os efeitos das lesões e apoiá-lo em todas as etapas durante sua reclamação por negligência médica.

  • Reclamações por cirurgia plástica*

    Se você foi submetido a um procedimento cosmético, como aumento de mama, abdominoplastia ou tratamento a laser, cujos resultados foram insatisfatórios, você pode ter direito a reclamar por lesões sofridas.

  • Reclamações por Paralisia Cerebral*

    A Paralisia Cerebral não é progressiva (lesão única no cérebro sem degeneração adicional). Este dano cerebral pode ocorrer durante a gravidez, antes do nascimento ou imediatamente após o nascimento.

  • Reclamações por Acidentes e Emergências (A&E)*

    As reivindicações de lesão A&E (Acidente e Emergência) geralmente surgem quando um médico não consegue diagnosticar um paciente ou faz o diagnóstico errado. Se você sofreu alguma das situações acima enquanto esteve na A&E, pode ter o direito de apresentar uma reclamação por danos pessoais.

  • Reclamações por Negligência Dentária*

    Se fez tratamento dentário na Irlanda ou no estrangeiro com resultados insatisfatórios, pode ter direito a reclamar por negligência dentária.

  • Reivindicações de Cirurgia de Mama*

    Lidamos com muitas questões diferentes relacionadas à negligência médica/cirúrgica. Em particular, supervisionamos vários casos e reclamações relacionados a aumento de mama e implantes mamários. Temos experiência inigualável nesta área e uma profunda compreensão da jornada que um paciente passa dentro da esfera médica.

Got a query about your case?

Whether your injury case is straight forward or complex, our solicitors will provide professional legal advice, guidance and support throughout your case. Simply, tell us a little bit about what happened, we will guide you through the process and tell you whether or not you can claim for injury. Contact us by phone or email 7 Days a week. Expert Legal advice as you need it.

Phone

01 453 7890

Find us

Lawline House D08CX34

    Tell us about your case